Amizades que nos levam para o Céu

posted in: Diocesaninho | 0

CARTA PASTORAL


Juventude está no coração, chega de acomodação!
Queridos jovens do nosso movimento CLJ, neste mês de julho queremos refletir sobre nossos grandes padroeiros: São Pedro e São Paulo. Todos conhecemos sua história, sua bravura em defender a verdadeira fé e sua coragem me dar a vida por testemunhar esta fé. Não queremos aqui fazer um estudo sobre a biografia dos referidos santos, mas uma reflexão cerca da sobre a importância destes santos para nossa época.

A graça de ter visto o Senhor, de ter convivido com Jesus, não tornou mais suave a vida destes homens, pelo contrário, do Senhor, Pedro ouviu a advertência: “Se alguém quer me seguir, renuncie-se a si mesmo, tome sua cruz e me siga”, e ainda: “no mundo vocês terão tribulações”. Estes homens não viveram num contexto mais fácil que o nosso. Viviam numa colônia romana e eram judeus praticantes. Por parte dos judeus, os Cristãos eram considerados como uma seita dissidente do judaísmo que seguia um falso messias, que fora morto como um criminoso por causa do pecado de blasfêmia, por se fazer igual a Deus. Por parte dos romanos, os cristãos eram considerados uma religião ilícita, perseguida pelas forças militares romanas, em alguns períodos de perseguição, quando fossem capturados eram condenados à morte só pelo fato de serem cristãos.

Hoje não é tão perigoso ser cristão, embora em alguns lugares o cristianismo sofra perseguição, no Brasil somos bastante respeitados e na verdade somos a maioria da população. Vemos o agravamento cada vez maior de uma cultura de ateísmo prático e de indiferença religiosa, mas podemos viver nossa fé sem sobressaltos. Muitas vezes porém, por vergonha ou por respeito humano, acabamos omitindo-nos de evangelizar e de defender nossos valores cristãos. Como o testemunho destes dois santos pode nos ajudar nesse contexto que vivemos, a vivermos melhor a nossa fé? A resposta está no fato de que a motivação deles e a nossa, para vivermos a fé, deve ser a mesma: “Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim, mesmo que esteja morto, viverá!”

A certeza da transitoriedade desta vida presente e certeza de que existe o paraíso depois da nossa passagem por este mundo, precisa ser o combustível da nossa vivência sacramental, da nossa defesa da Fé, do nosso testemunho de vida cristã. Também nós, como eles, precisamos
viver para anunciar ao mundo essa verdade: Jesus está vivo, e quem nele crê, possui a vida eterna.

Não posso ficar em paz vendo parentes, amigos, vizinhos, colegas de trabalho, de escola/faculdade, andando pelo largo e espaçoso caminho que leva à perdição. Preciso, sentir que levá-los para o céu é responsabilidade minha. Preciso sentir o peso desta responsabilidade
como São Paulo que quando pensava nisso exclamava: “ai de mim se não evangelizar” (1 Cor 9,16)

Ai do nosso movimento se se fechar em si mesmo, se se contentar com os jovens que têm. Se por preconceito, comodidade, ou por medo, não buscar aqueles que estão desviados do Caminho. Seja os jovens das catequeses de crisma, seja os que pelas baladas estão sempre buscando diversão na embriaguez e no entorpecimento, ou os que por julgar que sabem de mais, pensam que não precisam de Deus, devemos buscar a todos. Se nosso movimento deixar de ser missionário, deixar de se arriscar em buscar mais jovens para Deus, então não mereceremos mais os padroeiros que temos, e aos poucos, nossa estagnação fará com que não haja mais razão de existir nosso movimento.

Olhando para São Pedro e São Paulo, renovemos nosso ardor missionário, queiramos trazer muitas pessoas para Cristo através deste meio tão maravilhoso que é o CLJ. Lembremos: se hoje somos CLJ é porque alguém nos chamou. São inúmeros os jovens que precisam de um chamado semelhante. Como diz a letra do canto Palavras de Ação: chegou nossa vez de agir, ouça quem é jovem para ouvir!



FOLCLORE


Amizade é um dom de Deus para nós. Assim já dizia a palavra de Eclesiastes em 6,14 “Um amigo fiel é uma poderosa proteção: quem o achou, descobriu um tesouro”.

Amigo é aquele que está contigo nos momentos bons e ruins.

É aquele que te ajuda a levantar, busca te entender e te leva mais perto de Deus.

Podemos ter muitos amigos, mas é dificil encontrar amizades verdadeiras.
Quando Deus coloca em sua vida uma pessoa especial e querida deve-se dar o valor.

No CLJ é um exemplo de onde podemos encontrar tantas amizades verdadeiras, que nos ajudam a dar o melhor para a maior honra e glória de Deus. E essas amizades, que nos guiam ao Pai, nós devemos sempre lembrar sua importância, pois infelizmente são muito raras.

Que possamos rezar pelas nossas amizades. Para que tenhamos boas amizades, que nos façam ficar mais perto de Cristo. Que nós consigamos ser um exemplo de uma boa amizade, para que a cada dia mais nós consigamos transmitir o amor de Cristo aqui a na Terra.

Dicas de musicas: Eternos amigos e Amigos pela fé – Anjos de Resgate



PRÉ


Filmes para assistir com os amigos

Terra de Maria (2014)
Intercalando a ficção com a realidade efetiva, o longa “Terra de Maria”, constitui-se de depoimentos de diversas pessoas que se converteram, após as aparições marianas, inclusive após as famosas e polêmicas aparições de Medjugorje.

Entre os diversos testemunhos de aparições físicas de Maria, figura o advogado do diabo que, ao ser mandado à Terra, tem a incubência de averiguar se os fatos relatados são reais ou apenas construções fictícias.

Pedro: A Redenção (2016)
Conta a história do apóstolo Pedro, após a morte e ressurreição de Jesus. Perseguido pelo ditador megalômano Nero, Pedro passa grande parte de sua vida tentando reparar os erros cometidos, principalmente, no que diz respeito à negação de Cristo.

Silêncio (2016)
Retrata a história de Sebastião Rodrigues e Francisco Garupe, dois padres jesuítas que viajam até o Japão no século XVII, quando os cristão eram banidos do país, uma vez que o catolicismo era visto como uma ameaça à segurança nacional, dada a obediência dos fiéis aos seus respectivos líderes religiosos. Em busca do português Cristóvão Ferreira, ambos
jesuítas acabam por passar por diversos sofrimentos e perseguições em solo japonês, tendo muitas vezes a sua fé contestada.

A Paixão de Cristo (2004)
Narra as últimas 12 horas de vida de Jesus de Nazaré. Traído por Judas, Jesus é preso e crucificado por soldados no Monte das Oliveiras a mando de Caifás. Após ser levado para o julgamento de Poncio Pilatos, Jesus de Nazaré passa por uma série de martírios, além de sofrer com a pressão popular que pede, categoricamente, pela sua crucificação. Para o pesar
de seus familiares e seguidores, Jesus é condenado à morte.

Assuntos para conversar com os amigos

1. Bíblia
2. Casamento
3. Namoro
4. Pecado
5. Família



PÓS


A importância da Amizade para chegar ao Céu

As amizades, assim como todos os nosso relacionamentos humanos, são de extrema importância para que possamos de fato alcançar a santidade, pois nossa vida é feita de relações pessoais e não há como negar a importância de bem se relacionar com os irmãos, para que assim, consigamos chegar ao Céu.

“Mais valem dois que um só, porque terão proveito do seu trabalho, porque, se caem, um levanta o outro; quem está sozinho, se cai, não tem ninguém para levantá-lo” (Eclesiastes 4,9) Sendo assim, a importância de se cultivar boas amizades, é para que possa haver um cuidado mútuo, onde um pode ajudar o outro em situações adversas e de quedas.

O cultivo, nos remete a um desenvolvimento, crescimento, onde da mesma maneira, as boas amizades passam por esse tempo e processo de cultivo, onde é necessário que seja regada de gestos de companheirismo, escuta, diálogo, reciprocidade, zelo e é claro, passar por adversidades para que se crie raízes profundas.

Deus nos criou para vivermos em comunidade e unidade, não sozinhos a mercê do mundo, por isso é que as amizades boas, são consideradas sim um meio para a salvação, pois é através delas, que há também o processo de cuidado, auxílio, se deixar ajudar e um espaço de amor.

“A imagem divina está presente em cada homem” (CIC 1702)
Dessa maneira, todos nós somos capazes de revelar Deus e de Deus nos outros.

O que será que Ele tem para nos dizer com os amigos e amizades que nós temos? Você já parou para se perguntar isso?

Uma boa e saudável amizade é um sinal de vida para nós, ou até mesmo, um socorro de Deus. Vivemos em um mundo cheio de individualidades e criar vínculos, deixar-se ser conhecido e encontrar Deus no outro também é um grande desafio, mas que não é impossível.

Basta que nós tenhamos uma atitude concreta de cativar e se deixar ser cativado pelos outros, para que possamos enxergar Deus nas outras pessoas.

Com isso, não nos esqueçamos que somos filhos amados de Deus e nesta caminhada, com objetivo de se chegar ao Céu, somos chamados a crescer no amor a Ele, sendo o qual, podemos experimento no coração de nossos amigos.

“Como eu vos amei, amai-vos também uns aos outros” (Jo 13,34).
Caminhemos juntos rumo ao Céu, ajudando uns aos outros!
Louvado seja Deus pelos nossos bons e verdadeiros amigos.
São Pedro e São Paulo, rogai por nós!



MONTAGEM


Os amigos que o CLJ nos trouxe

Existe algo que é essencial para termos forças para seguir nossa caminhada na igreja: os amigos. E como eles podem fazer a diferença na nossa vida!!

A amizade se constrói como um alicerce e os pilares… Quando tem um motivo para você desabar, lá estão seus amigos para te segurar. É necessário que cultivemos a verdadeira amizade, sendo essa, a que te leva ao céu…

É incrível ver que existem pessoas que são presentes na nossa vida, e que entraram no CLJ muito novas, e hoje são pessoas maduras, que já estão concretizando sua vocação, não há motivo de orgulho maior. Ter as pessoas que você pode contar sempre, conquistando as coisas da maneira mais pura e trilhando um caminho de fidelidade ao lado de Deus, é o que nos inspira a cultivar sempre essas amizades.

É importante sempre não nos deixarmos levar por falsas amizades, – talvez alguém que dê um mal conselho como :” ah, não vai na reunião hoje, vamos passear!!”-, isso num momento de fraqueza pode nos levar a desviar do nosso caminho…

Concluo esta mensagem, de forma especial, mandando um forte abraço a todos os amigos que esse movimento já me trouxe, e ainda vai trazer… Vocês são muito especiais para mim e com certeza estarão sempre no meu coração para o resto da minha vida afinal, “o que é de Deus
permanece” e uma amizade construída e enraizada por Ele, permanecerá pra sempre!

Shalom!




LITURGIA


É chegado o mês de julho e, com ele, uma data super especial: o dia do amigo!

Dia do amigo? Isso mesmo! Sabe por que ele é tão significativo? Porque as amizades são, muitas vezes, meios de chegarmos ao Céu. Dentro do CLJ conhecemos muitas pessoas e temos a oportunidade de encontrarmos bons e verdadeiros amigos, que gostem não só da nossa companhia, mas também desejem ser santos conosco. Por isso, o Departamento de Liturgia Diocesano trouxe alguns exemplos de santas amizades para nos inspirar!

Santo Inácio de Loyola e São Francisco Xavier
Os dois santos, vindos da Espanha, se conheceram na Universidade de La Sorbona, França. Foram apresentados um ao outro e a primeira impressão que São Francisco teve de Santo Inácio não foi muito boa. Francisco o considerou um pouco antipático, pois repetia sempre a
mesma frase: “Que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?”. A verdade é que, depois de um tempo, ambos, conhecendo-se melhor, tornaram-se grandes amigos. De modo que, São Francisco tornou-se cofundador da Ordem Jesuíta de Santo Inácio e partiu em missão para evangelizar, enquanto Inácio cuidava da sede da Ordem.


Santa Perpétua e Santa Felicidade
Foram duas mártires do século II que deram suas vidas pela Fé. Perpétua era uma jovem de família rica e Felicidade sua escrava. Quando foram presas, Perpétua tinha um filho recém nascido e Felicidade estava no final de sua gestação, então, já estando no tempo previsto, a filha de Santa Felicidade nasceu, na cela onde estavam. As duas, unidas pelo Batismo,
mantiveram-se firmes até o fim, sendo o apoio uma da outra para suportarem todas as atrocidades de seus algozes. Por fim, ambas morreram, dando testemunho de fé e amizade consolidadas em Cristo.

Santa Teresa de Jesus e São João da Cruz
Teresa foi uma carmelita (responsável pela reforma na ordem) e João um sacerdote carmelita. Se conheceram quando ela já tinha 52 anos, enquanto ele tinha apenas 25. Santa Teresa pediu ajuda a ele para reformar também a comunidade masculina dos carmelitas. Tornaram-se,
então, bons amigos e, com personalidades bem distintas, uniram-se para fazer o que o Senhor os solicitava. Complementaram-se na realização das mudanças e deixaram um belo legado, não só aos religiosos carmelitas, mas a todos nós. Que estes exemplos de santas amizades, assim como tantas outras, sirvam de inspiração para buscarmos o Céu junto de nossos amigos! “A amizade cuja fonte é Deus não se esgota jamais” Santa Catarina de Sena.



VOCACIONAL


A diferença entre Amigo e Conhecido

Você já ouviu aquela famosa frase: “Amigo de verdade se conta nos dedos”? Então, muitas vezes é difícil diferenciar um colega ou conhecido de uma amizade, ambos são muito fáceis de serem confundidos. Mas ter o real discernimento no momento de escolher uma amizade é de extrema importância para nossa vida como um todo.

O amigo de verdade é aquele que está conosco em todos os momentos, desde os alegres até os tristes, nos ajuda em nossa vida espiritual e torce pelo nosso sucesso. Com o amigo, podemos e devemos ser nós mesmos, é aquele que independente do tempo, da distância e dos caminhos o carinho e o amor prevalecem.

Já com o conhecido, na grande maioria das vezes são pessoas que passam pela nossa vida de forma superficial, até podemos contar com aquela pessoa, mas para questões pontuais. O vínculo, no geral, não é o mesmo que o da amizade.

Ter bons amigos, nos ajuda muito ao rumo da santidade, são verdadeiros intercessores, independente do estado de vida.

Nós seres humanos, não fomos feitos para vivermos sozinhos, mas em uma comum unidade e a amizade nos traz justamente isso, viver para o outro, se entregar ao outro e servir ao outro. A amizade nos tira da nossa zona de conforto e nos traz para mais próximo da face daquele que tanto amamos, Cristo.

Que assim como os santos, possamos reconhecer bons amigos e mantê-los em nossas vidas.

São Francisco e Santa Clara, rogai por nós.



PROMOÇÕES


Hellooo galerinha!!!

Um mês muito aguardado por nós está chegando, pois junto com ele vem um evento amado por todos, o Baile do Amigão, aquele que vem com muita alegria, animação e criatividade, afinal queremos estar super dentro do tema, que já fiquei sabendo que neste ano é INIMIGOS DA MODA. E com essa data se aproximando, não sei vocês, mas sempre me
vem um questionamento, onde tudo isso iniciou? Por isso estou aqui, para contar um pouquinho da trajetória deste evento topíssimo.

O Baile do Amigão na sua originalidade não era um baile e sim uma gincana bíblica, que tinha como propósito levar o Amigão para casa como marca da vitória, tendo sua primeira edição em 1992 no Colégio Santa Teresinha na cidade de Campo Bom. E pessoal uma curiosidade, neste mesmo ano o agora Padre César Worst, que tinha apenas 10 anos de idade ganhou a gincana acertando todas as perguntas e levando o Amigão para a Catedral em Novo Hamburgo, tendo lá o 1° Encontro do Amigão, que futuramente, por volta de 1994 virou o tão famoso Baile do Amigão, que nós popularmente conhecemos.

Outra curiosidade é que de 1995 à 1997 o FAC ocorria dentro do Baile, pois somente em 1998 o FAC foi oficializado como festival, tornando um único evento em dois.

Esse evento já teve vários formatos e propósitos até chegar ao que nós conhecemos, mas o que nunca mudou e nem mudará é que ele serve para integração dos grupos e uma forma de demonstração da face jovem de Cristo, afinal, A IGREJA É VIVA, A IGREJA É JOVEM!!!

Então, nós te convidamos para fazer parte desta história e futuramente poder relatar e mostrar registros como esses abaixo de momentos tão genuínos e inesquecíveis vividos nesta noite de agito e alegria. Não perca, se programe e não se esqueça de vir com o seu pior estilooo…




EVENTOS



Download Diocesaninho Julho

Gostou! Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.